• 12 MAR 19
    • 0
    Hospital Adventista Silvestre alcança marca de 600 transplantes de fígado

    Hospital Adventista Silvestre alcança marca de 600 transplantes de fígado

    A instituição chegou aos 600 transplantes em apenas oito anos, a taxa mais alta do estado

     

    Por: Agência Adventista Sul-Americana de Notícias e Adventist Review

    O Hospital Adventista Silvestre (HAS), instituição de saúde Adventista do Sétimo Dia no Estado do Rio de Janeiro, recentemente atingiu a marca de 600 transplantes de fígado. O que torna essa conquista ainda mais significativa, disseram os líderes do hospital, é que a instituição demorou apenas oito anos para atingir a marca. Atualmente, o HAS é o hospital que mais realiza transplantes no Estado do Rio de Janeiro e é um dos três principais do país em transplante de fígado.

    A instituição foi pioneira em realizar transplantes duplos e transplantes intervivos, além de um transplante realizado em um paciente que apresentava os órgãos internos invertidos, condição que atinge apenas 0,01% da população mundial. O paciente recebeu parte do fígado de seu filho em uma cirurgia única, a primeira realizada nessas condições em todo o continente americano.

    Atualmente, o Programa de Transplantes do Hospital Adventista Silvestre conta com 20 profissionais, entre cirurgiões, hepatologistas e anestesistas. De acordo com o coordenador da equipe, o cirurgião Eduardo Fernandes, a expectativa é manter a média de 100 transplantes por ano, consolidando a liderança no Estado.

    Uma igreja dentro do hospital

    O apoio espiritual prestado aos pacientes e familiares também é um dos diferenciais da instituição. Desde 2014, o projeto Lugar de Paz realiza cultos aos sábados pela manhã com a participação dos funcionários e é aberto aos pacientes e familiares. Nos sábados à tarde, os integrantes da iniciativa visitam as alas de internação a fim de orar e ler a Bíblia com os pacientes.

    De acordo com o pastor Dener Rodrigo, capelão titular do hospital, o apoio espiritual é prestado aos pacientes inclusive quando recebem alta. Ao deixarem as dependências, ganham um kit composto por Bíblia, livro, DVD de estudos bíblicos e um folheto com informações sobre a Igreja Adventista.

    Sobre o HAS

    O Hospital Adventista Silvestre foi inaugurado em 1942, no bairro Cosme Velho, no Rio de Janeiro, como parte da rede de instituições de saúde Adventistas do Sétimo Dia em todo o mundo. Além do hospital, o HAS administra uma rede de saúde no Rio de Janeiro (Rede Adventista Silvestre de Saúde), que inclui centros médicos, centros de diagnóstico e laboratórios clínicos e patológicos.

    Como parte da Rede Adventista, o HAS promove iniciativas comunitárias gratuitas para ajudar populações carentes locais. As iniciativas do HAS incluem também programas de capacitação profissional, por meio dos quais a instituição oferece cursos anuais gratuitos para profissionais de saúde. O programa treina em média 30 técnicos de enfermagem por ano.

    Em fevereiro de 2019, o Hospital Adventista Silvestre modernizou sua ala cirúrgica. De acordo com os líderes, “as últimas melhorias seguem uma longa linha de compromissos para oferecer o melhor atendimento possível”.

    A versão original desta notícia foi publicada no site de notícias da Divisão Sul-Americana.

    Deixe uma resposta →